NOTÍCIAS

07/10/2020

Alberto Maciel Junior é eleito conselheiro Administrativo do COB

CBTKD

O Presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo, Alberto Maciel Junior, foi eleito membro do Conselho de Administração do Comitê Olímpico do Brasil, com 28 votos, na assembleia geral ordinária do COB, realizada nesta quarta-feira, (7/10), no Rio de Janeiro. Alberto Maciel foi o quinto mais votado entre os 11 candidatos. Foram eleitos oito membros, sendo sete de Confederações e um membro independente. 

- Esse cargo é o resultado de um trabalho em equipe que vem sendo feito da CBTKD. Fruto de planejamento e muito trabalho, os resultados vêm aparecendo na gestão administrativa e financeira, mas principalmente na àrea técnica. Acredito que a equipe (da CBTKD) está muito coesa e eu, como representante maior da Entidade, fico feliz com tudo que está acontecendo. Todo trabalho trouxe respeito dos membros da bancada do Comitê Olímpico e dos atletas de outras modalidades que puderam observar nossa evolução. Quando assumimos a nossa gestão o Taekwondo era um esporte desacreditado pelo COB, pela WT e por muitos praticantes. Hoje estamos sendo vistos de outra forma e isso engrandece ainda mais nossa modalidade. Esta é mais uma conquista nossa! O taekwondo hoje está dentro do COB, mais do que nunca, buscando o melhor, não só para o taekwondo e mas para o esporte brasileiro,  de forma geral - analisou Alberto Maciel Junior.

O conselho administrativo tem responsabilidade com a definição da estratégia e pelas boas práticas de governança do COB. Além de Alberto Maciel foram eleitos Jose Luiz Vasconcellos (CBC), Karl Anders Ivar Pettersson (CBDN), Matheus Figueiredo (CBDG), Raphael Nishimura (ABEE), Silvio Acácio Borges (CBJ) e Ernesto Teixeira Pitanga (CBTri). Como membro independente, com 20 votos, foi eleito Ricardo Leyser Gonçalves.

O Presidente do COB também comentou a relevância do conselho em sua gestão. "Esta é uma gestão pautada no coletivo e nas melhores práticas. A reforma estatutária promovida no COB, ainda em 2017, quando eu tinha apenas 42 dias como presidente da entidade, possibilitou que tivéssemos um Conselho de Administração e um Conselho de Ética. Todos juntos vamos ajudar a construir um esporte forte, unido e vencedor. Afinal, é justamente o esporte que nos ensina que ninguém conquista nada sozinho”, afirmou Paulo Wanderley.

O estatuto do COB prevê que o Conselho oriente a administração da entidade; apresente o orçamento, as demonstrações financeiras e o relatório anual de atividades à Assembleia; produza e aprove regulamentos, além de propor reformas do estatuto; elabore o Plano Estratégico; conceda vinculação e reconhecimento às entidades de administração do esporte, assim como proponha a filiação de entidades à Assembleia; e autorize a assinatura de contratos que excedam o valor de R$1milhão. Esta é a primeira vez que um membro da CBTKD ocupa um cargo de conselheiro no COB. 

- O taekwondo fica mais fortalecido. Estamos desenvolvendo um bom trabalho. Nós já fizemos muita coisa e claro que queremos crescer ainda muito mais.  Acreditamos que podemos fazer, no próximo mandato, uma gestão ainda mais voltada para o atleta e buscando mais conquistas para o nosso esporte - complementou o Presidente da CBTKD, Alberto Maciel Junior.

O novo conselho de administração contará com 13 membros a partir de 2021. Além dos oito integrantes recém-eleitos, compõem o colegiado: o presidente do COB (Paulo Wanderley), o presidente e o vice da Comissão de Atletas do COB (atualmente o judoca Tiago Camilo e a pentatleta Yane Marques) e os dois membros brasileiros do Comitê Olímpico Internacional (Andrew Parsons e Bernard Rajzman).


- Eu entendo que na vida a gente planeja, mas mesmo assim somos pegos de surpresa, muitas vezes. Eu não planejei ser Presidente da CBTKD, não planejei ser conselheiro do COB e no entanto aconteceu, e eu sou movido a desafios. Esta é mais uma conquista, mas entendo a responsabilidade e as expectativas que ela gera, não só no taekwondo, mas em todo o esporte nacional. Estou sendo parabenizado e cobrado pelos atletas e isso me deixa muito feliz. Registro, mais uma vez, a grande importância da nossa diretora técnica e medalhista Olímpica - Natália Falavigna - que muito contribuiu para nossa campanha, da nossa diretoria, das federações estaduais e dos filiados da CBTKD - comentou Alberto. 

Com o histórico de quebrar barreiras, Alberto Maciel Junior ainda ressaltou a importância do apoio familiar em todo seu histórico de trabalho e conquistas. Antes de eleito Presidente da CBTKD e conselheiro do COB, o amapaense professor de educação física e fiseoterapeuta teve em seu currículo os cargos de atleta, Presidente da Federação de taekwondo do Amapá, coordenador técnico das categorias de base, treinador campeão Pan-Americano e medalhista Olímpico e secretário de esporte do Amapá. 

- Hoje estou com a missão de melhorar nosso esporte e a minha satisfação pessoal é alcançar este objetivo. A minha família é a base de tudo e me dá força para buscar mais conquistas. Se não fosse por eles, minha esposa Silvia e meus filhos - Felipe, João e Julia -, que estão no Amapá, torcendo por mim, eu não teria o amparo para estar aqui e ter força para trabalhar - finalizou.



Ainda nesta assembleia, Humberto Aparecido Panzetti foi eleito para o Conselho de Ética. O órgão está encarregado de definir os parâmetros éticos esperados pelo COB e seus agentes, com base nos valores e princípios da Carta Olímpica e do Código de Ética do COI, da administração pública e da gestão democrática. Além disso, espera-se que o Conselho de Ética investigue e julgue denúncias levantadas em relação ao não cumprimento de tais princípios. Se necessário, seus integrantes podem sancionar ou propor sanções aos órgãos competentes.


Confira abaixo os resultados finais das votações:

Conselho de Administração: 7 vagas (Confederações Brasileiras Olímpicas)

1) Jose Luiz Vasconcellos (CBC): 37 votos
2) Karl Anders Ivar Pettersson (CBDN): 35
3) Matheus Figueiredo (CBDG): 31
4) Raphael Nishimura (ABEE): 30
5) Alberto Cavalcanti Maciel Junior (CBTKD): 28
6) Silvio Acácio Borges (CBJ): 27
7) Ernesto Teixeira Pitanga (CBTri): 24
8) Enrique Montero Dias (CBLP): 21
9) João Tomasini Schwertner (CBCa): 21
10) Adalvo Argolo (CBSurf): 17
11) Luiz Fernando Coelho de Oliveira (CBDA): 15

Conselho de Administração: 1 vaga (membro independente)

1) Ricardo Leyser Gonçalves: 20 votos
2) Georgios Stylianos Hatzidakis: 13
3) Marcus Vinicius Freire: 8
4) Rodney Rocha Miranda: 7
** Adriana Sanches dos Santos, Maria Pia Buchheim e Willian Miotto Nadir não foram votados

Conselho de Ética: 1 vaga (membro independente)

1) Humberto Aparecido Panzetti (candidato único)


Publicado pela Plataforma SGE da Bigmidia - Gestão Esportiva com Tecnologia

A Plataforma SGE é um Sistema de Gestão Esportiva desenvolvido para Confederações e Federações Esportivas. Saiba tudo sobre o funcionamento de um sistema de gestão esportiva e conheça melhor o SGE!


Leia Também